Para alcançar o máximo de proteção contra vírus, exploits, e seja lá o que for dessas coisas por aí, é inteligente manter seus dispositivos atualizados.

“Software bom é software atualizado”

Isso porque no último dia 24, a Apple lançou a versão completa do iOS 13, a 13.1, e nesta sim, podemos dizer que ele está completo. O iOS 13.1 é o software mais recente para iPhones e iPads e nele existem muitas ferramentas para auxiliar-nos na privacidade digital.

A Apple trouxe a nós uma lista de novos recursos de privacidade. Entre eles, um atalho para criar automaticamente um endereço de e-mail “fake” (alias) para acessar os aplicativos e até sites. O software também possui um recurso de silenciamento de chamadas para desligar os robôs que te ligam e os telemarketeiros. E há novos botões para minimizar o compartilhamento de dados de localização com terceiros.

Em uma época em que a privacidade digital está em destaque, essas ferramentas são mais que bem-vindas. Por isso, testei o iOS 13 por uma semana para descobrir quais dos novos recursos são fáceis de usar e qual a melhor forma de aproveitar os itens ocultos nas configurações do sistema.

A nova ferramenta de privacidade mais significativa da Apple no iOS 13 é um botão que permite usar um ID da Apple para fazer login em aplicativos e sites. Chama-se Entrar com a Apple.

Versões disso já existem em outros lugares. Google e Facebook, por exemplo, permitem que você use suas contas do Google ou do Facebook para fazer login em diferentes sites e aplicativos. Mas Entre com a Apple tem um toque especial voltado para a privacidade.

Quando você usa esse recurso para se registrar em um site ou aplicativo, o iOS 13 apresenta uma opção para ocultar seu endereço de e-mail vinculado ao seu ID Apple. Se você optar por usá-lo, a Apple criará o que é essencialmente um endereço de e-mail criptografado para que você possa se inscrever no aplicativo ou site enquanto oculta o seu endereço de e-mail real de terceiros.

Sempre que o site ou aplicativo tentar entrar em contato com você, ele enviará por e-mail o endereço “fake” e não o seu endereço de e-mail real.

Aviso

Optei por usar a expressão “e-mail fake” para simplificar a explicação. Para aqueles que já dominam terminologias de e-mail, o que Apple está fazendo é usar um ‘alias’ criado por ela mesma para que o seu email principal fique protegido, ocultando-o de terceiros.

Mas, continuando, a Apple encaminhará o e-mail para você, para que você fique ciente. Então, se uma empresa começar a enviar spam para o endereço de e-mail fake, você poderá excluir facilmente sua conta e a empresa não terá seu endereço de e-mail real, sacou?

Testei o Entrar com a Apple com alguns aplicativos como o Kayak, aplicativo de reservas de viagens. Funcionou sem problemas. Veja como: quando eu abri o aplicativo Kayak, o botão identificado como Fazer login na Apple apareceu. Depois de clicar, vi a opção de ocultar seu endereço de e-mail. A partir daí, a Apple gerou uma sequência aleatória de caracteres como um endereço de gravador e definiu automaticamente uma senha para a conta. Também testei com o App de Yoga Pocket Yoga, para quem não viu, foi publicado no canal do PodApps no Telegram.

Entre com a Apple e faça com que seja fácil fazer login e sair do aplicativo Kayak. Não precisei memorizar o endereço de e-mail ou a senha do cadastro; depois de sair do aplicativo ou site, entrei novamente digitalizando meu rosto e usando o sistema biométrico Face ID (ou Touch ID).

Portanto, esse recurso é mais conveniente com aplicativos e sites que você planeja usar principalmente no iPhone, para poupar o trabalho de anotar endereços de email estranhos e suas senhas, ao menos por enquanto. O Victor e eu já vimos que no próprio WordPress já é possível criar uma conta com este recurso, o que é bem interessante.

Robôs e telemarketing podem fazer chamadas aleatórias para você ao longo do dia, o que é invasivo. Mas uma nova opção no iOS 13 permite silenciar chamadas provenientes de todos os números desconhecidos. Eu tinha sentimentos confusos sobre essa ferramenta, explicarei um pouco.

Para ativar o recurso, abra o aplicativo Configurações, abra o menu Telefone e ative a opção Silenciar chamadas desconhecidas. Quando um desconhecido tenta ligar, você verá uma notificação na tela, mas o telefone não vibra ou toca. A ligação é enviada para o correio de voz (e isso é um risco, se você possui ela ativada, desative-a imediatamente, essa dica foi dada no canal do PodApps no Telegram, mas compartilharei aqui com vocês também).

listamos aqui abaixo o procedimento para desativar a sua caixa postal nas quatro principais operadoras do Brasil 👇👇

Claro

  • Acesse https://minhaclaro.claro.com.br
  • Vá em Serviços e escolha Serviços Claro
  • Role até Desativar Secretária Claro. Caso já esteja desativada, aparecer Ativar Secretária Claro/Ativar Claro Recado

Tim

  • Ligue para *144 do próprio aparelho
  • Escolha a opção para falar com o atendente
  • Solicite o cancelamento do serviço de Caixa Postal

ou

Vivo

  • Ligue para *8486 do próprio aparelho
  • Escolha a opção para para falar com um atendente e depois sobre outros serviços;
  • Peça o cancelamento do serviço de Caixa Postal

Oi

  • Acesse https://www.oi.com.br/minha-oi
  • Escolha a opção Móvel
  • Em Serviços, selecione Ativação e Desativação de Serviços
  • Desative Pacote Caixa Postal Básico

ou

  • Ligue para *144 do próprio aparelho
  • Selecione a opção 3, serviços .

Ressalvas sobre o novo recurso

Essa nova função no iOS 13 é uma abordagem de força bruta para desligar as ligações de robôs, o que o torna imperfeito. Quando testei esse recurso, bloqueei seis chamadas de spam – mas também perdi várias chamadas importantes relacionadas ao trabalho de pessoas que ainda não estavam na minha agenda.

Este é um recurso indicado para pessoas que não trabalham com seu número, ou vendas, ou a todo instante tem pessoas desconhecidas te procurando… ahhh, inclusive se você estiver procurando emprego, não ative! Ligações de empresas/recrutadores são desconhecidas e serão silenciadas também.

Ainda assim, a ferramenta da Apple é uma solução temporária e decente em comparação com vários aplicativos de bloqueio de chamadas que eu testei nos últimos anos. Todos eles foram ineficazes e deixaram muitas chamadas de fraude passarem.

Como alternativa, você pode baixar o TrueCaller e o WhosCall, saiba mais em detalhes no canal do PodApps no Telegram e no episódio 22 – Evitando SPAM de SMS e Ligação.

Ouvir episódio

‎Truecaller
‎Truecaller
Preço: Grátis+
‎Whoscall Quem Chama
‎Whoscall Quem Chama
Desenvolvedor: Gogolook
Preço: Grátis+

Sem o conhecimento de muitos de nós, milhares de aplicativos coletam nossos dados de localização e vendem as informações para anunciantes, varejistas e quem mais pagar.

Novos botões no iOS 13 ajudam a solucionar esse problema. No passado, ao abrir um aplicativo baixado recentemente que desejava acessar seu local, você tinha a opção de sempre compartilhar dados de local, compartilhá-lo apenas quando o aplicativo estava em uso ou nunca compartilhava local. Agora, quando você abre um aplicativo que está solicitando sua localização, pode tocar em “Permitir uma vez“.

Se você tocar nele, você está dando permissão explícita ao aplicativo para compartilhar sua localização uma vez só. Isso elimina a capacidade do aplicativo de continuar puxando seus dados de localização em segundo plano quando você não os estiver usando.

A parte irritante disso é que, se você tocar em Permitir uma vez, será perguntado como deseja compartilhar seus dados de localização sempre que abrir o aplicativo. Mas vale a pena usar para ficar tranquilo se você não confiar totalmente em um aplicativo que deseja sua localização – um aplicativo meteorológico de uma empresa desconhecida, por exemplo.

Da mesma forma, o iOS 13 agora exige que os aplicativos solicitem permissão para obter acesso ao seu sensor Bluetooth, o chip que você normalmente usa para conectar sem fio a acessórios como fones de ouvido. Isso pode impedir que muitos varejistas e marcas que implantaram beacons com detecção de Bluetooth em suas lojas físicas saibam quando você entrou no local.

Para aplicativos que claramente não usam esse sensor para nada além de detectar sua localização, como o aplicativo da Macy, você pode optar por rejeitar o acesso.

Vale lembrar que apps ou recursos de áudio por bluetooth (uma caixinha ou Spotify/Deezer/Apple Music) não pedem permissão para tal.

Há um novo recurso mais importante no iOS 13 relacionado ao compartilhamento de local relacionado à sua câmera.
Quando você tira fotos, a câmera grava metadados por padrão, incluindo onde a foto foi tirada. Os aplicativos de fotos usam esse recurso para organizar automaticamente seus álbuns de fotos por local. Mas se você compartilhar uma imagem contendo metadados de localização nas mídias sociais ou em mensagens, poderá fornecer informações confidenciais, como onde mora ou trabalha.

Com o iOS 13, você pode retirar os metadados de uma foto antes de compartilhá-la. No aplicativo Fotos, escolha a foto e toque no ícone de um quadrado com uma seta apontando para cima. Em seguida, clique em Opções e, para a opção que diz Localização, mude para a posição desligado. Então você pode compartilhar a foto sem revelar seu paradeiro. 😎

No geral, essas são adições úteis ao iOS. Embora alguns desses recursos estejam vencidos, o sistema de software da Apple está melhor equipado para proteger nossa privacidade do que seu principal rival, o Android do Google.

Mais importante, as descrições dos recursos da Apple são escritas em linguagem simples para usuários casuais. Por exemplo, quando Macy solicita acesso ao meu Bluetooth, a notificação da Apple avisa que o aplicativo pode usar o sensor para saber quando estou por perto.

É preocupante perceber todas essas novas ferramentas de privacidade agora que nossos dados foram expostos dessa maneira para começar. Esses são todos os recursos que precisamos desesperadamente na luta constante para proteger nossa privacidade digital.

 

Este texto foi traduzido, adaptado e alterado para a realidade dos leitores brasileiros, com conexões e indicações de outros serviços e apps que não estão no texto original. Você pode ler a matéria, em inglês, na íntegra na fonte: The New York Times

Show Full Content

Sobre o Autor Ver Histórias

Gustavo Saez
Gustavo Saez

Metódico, focado e objetivo. Antes hater, agora Apple-maníaco por conta do uso contrariado do iPhone 3GS. Host do podcast parceiro do PdiP - PodApps - um podcast focado em mobilidade, produtividade e privacidade.

Anterior Apple libera iOS 12.4.2. para iPhones 5S, 6 e 6 Plus
Próximo Apple libera iOS 13.1.1 com correções para o consumo de bateria, Siri e restauração do backup
Business Chat não é suportado neste dispositivo.

Clube do Professor

Conteúdo exclusivo e suporte prioritário.
Conheça agora

Faça parte da Lista VIP!

Mais lidos na Semana

Destaques

Close

PRÓXIMA HISTÓRIA

Close

Aprenda a usar o 3D Touch

22 de janeiro de 2019
Close